• 1

    Precisão

    Capaz de aplicar uma alta dose de protonterapia diretamente no tumor, precisamente planejada para a complexidade de seu formato e tamanho.

  • 2

    Segurança

    Capaz de preservar mais tecidos saudáveis: reduz complicações, efeitos colateriais e risco de câncer secundário.

  • 3

    Eficácia

    Um conjunto crescente de evidências clínicas demonstra que a protonterapia é eficaz, reduzindo efeitos colaterais para muitos tipos de câncer.

Precisão

O sistema de protonterapia ProBeam® atinge tumores com precisão inédita graças ao uso de escaneamento com feixe em forma de lápis de alta definição e às melhores imagens disponíveis. Somente o escaneamento com feixe em forma de lápis é capaz de aplicar a protonterapia modulada por intensidade (IMPT). Com precisão notável, esta forma avançada de radioterapia atinge o tumor, minimizando danos a órgãos e tecidos saúdáveis.

Segurança

Todas as radioterapias, incluindo a por prótons e a por raios-X de alta energia (fótons), destroem células cancerígenas danificando seu DNA. Células saudáveis podem se auto reparar após exposição dependendo do grau de dano do DNA.

A protonterapia preserva mais tecido saudável porque uma dose de radiação muito baixa é aplicada ao longo da via antes de alcançar o tumor e não há dose de saída.

Os prótons aplicam a maior parte de sua energia a uma distância adequada, programável, interna ao corpo, chamada pico de Bragg, de modo que uma alta dose é aplicada ao tumor e atinge menos o tecido saudável. Isso significa que os pacientes podem apresentar menos efeitos colaterais, melhores resultados a longo prazo e melhor qualidade de vida.

De acordo com a Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), em comparação à radioterapia convencional, a protonterapia é geralmente capaz de aplicar 60% menos radiação ao tecido saudável ao redor do local alvo enquanto aplica uma alta dose ao próprio tumor.

Safety Proton Graph
A radioterapia convencional deposita a maior parte da dose na entrada e passa além do tumor.

A radioterapia convencional deposita a maior parte da dose na entrada e passa além do tumor.

A protonterapia deposita a maior parte da dose no tumor com dose de entrada mínima e sem dose de saída.

A protonterapia deposita a maior parte da dose no tumor com dose de entrada mínima e sem dose de saída.

Body Indications

Eficácia

A protonterapia é uma forma estabelecida de tratamento para muitas indicações específicas e é amplamente aceita por médicos, agências governamentais e muitas seguradoras. Há uma infinidade de dados publicados sobre a eficácia da protonterapia e inúmeros estudos em andamento para avaliar suas vantagens clínicas.

A protonterapia é especialmente indicada para pacientes pediátricos devido à possiblidade reduzida de efeitos colaterais a longo prazo e de tipos de câncer secundários. Para obter informações adicionais que justifiquem o tratamento de tipos específicos de doenças por protonterapia, consulte os parâmetros de prática para a realização de protonterapia com feixe da ACR-ASTRO (ACR-ASTRO Practice Parameter for the Performance of Proton Beam Radiation Therapy).