• 1

    Precisão

    Capaz de fornecer uma dose elevada de terapia de protões diretamente ao tumor, adaptada com precisão às complexidades do seu tamanho e forma.

  • 2

    Segurança

    Capacidade de preservação de mais tecidos saudáveis: reduz complicações, efeitos secundários e o risco de cancro secundário.

  • 3

    Eficácia

    Um conjunto crescente de evidências clínicas mostra que a terapia de protões é eficaz, reduzindo os efeitos secundários em muitos cancros.

Precisão

O sistema de terapia de protões ProBeam® atinge tumores com uma precisão sem precedentes graças à utilização de um varrimento de alta definição com feixe em lápis e à melhor obtenção de imagens na sua classe. O varrimento com feixe em lápis é o único capaz de administrar a terapia de protões de intensidade modulada (IMPT - Intensity-Modulated Proton Therapy). Com uma precisão notável, esta forma avançada de radioterapia atinge o tumor de forma a minimizar danos a órgãos e tecidos saudáveis.

Segurança

Todas as radioterapias, incluindo as terapias de protões e com raios X de alta energia (fotão), destroem células cancerosas ao danificar o seu ADN. As células saudáveis podem reparar-se a si mesmas após a exposição, dependendo dos danos ao nível do ADN.

A terapia de protões poupa mais tecido saudável por ser administrada uma dose muito pequena de radiação ao longo da trajetória do feixe, antes de alcançar o tumor, e não existe dose de saída.

Os protões administram a maior parte da sua energia numa distância predefinida e programável no interior do corpo, conhecida como o pico de Bragg, para que seja administrada uma dose elevada ao tumor e menos aos tecidos saudáveis. Tal significa que os doentes podem sentir menos efeitos secundários, melhores resultados a longo prazo e melhor qualidade de vida.

De acordo com a American Society of Clinical Oncology (ASCO), em comparação com a radioterapia convencional, a terapia de protões geralmente consegue fornecer 60% menos radiação aos tecidos saudáveis em redor do local alvo, fornecendo simultaneamente uma dose elevada ao tumor em si.

Safety Proton Graph
A radioterapia convencional deposita a maior parte da dose na entrada e vai além do tumor

A radioterapia convencional deposita a maior parte da dose na entrada e vai além do tumor.

A terapia de protões deposita a maior parte da dose no tumor, com uma dose de entrada mínima e sem dose de saída

A terapia de protões deposita a maior parte da dose no tumor, com uma dose de entrada mínima e sem dose de saída.

Body Indications

Eficácia

A terapia de protões é uma forma de tratamento estabelecida para muitas indicações específicas e é largamente aceite por médicos, agências governamentais e diversas seguradoras. Existem muitos dados publicados sobre a eficácia da terapia de protões e um grande número de ensaios a decorrer continuam a analisar as suas vantagens clínicas.

A terapia de protões é especialmente adequada para doentes pediátricos, dada a possibilidade reduzida de efeitos secundários a longo prazo e cancros secundários. Para mais informações sobre a fundamentação do tratamento de tipos específicos de doença com terapia de protões, consulte o documento ACR–ASTRO Practice Parameter for the Performance of Proton Beam Radiation Therapy.